Legião de Maria

legião de maria
praesidium nossa senhora rainha dos marte jardim piedade filiado a curia nossa senhora das missões dom Élder camará comitium mãe esplendor do carmelo cajueiro seco

♪ Músicas online grátis! Acesse: www.powermusics.com

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Relatório de nº 2 do Praesidium: Nossa Senhora Rainha dos Mártires

Relatório.
No Ultimo dia 25 de Novembro de 2012 Nosso Praesidium Rainha dos Mártires apresentou o relatório semestral, com a graça de nosso Senhor mostramos aqui alguns dos nossos Trabalhos durante  24 de Março de 2012 - 17 de Novembro de 2012 com o Total de 26 reuniões realizadas.

Relatório dos Trabalhos
Pastoral da família:  Abordamos 61 Famílias promovendo o terço em Família, novena, reflexão Bíblica  Consagração a Nossa Senhora, Cânticos e explicações sobre a igreja Católica e a Legião de Maria.

No mês de Maio realizamos 31 visitas nas casas levando a imagem peregrina de Nossa Senhora das Graças rezamos o terço, fizemos a ladainha, o evangelho do dia e convidamos para participarem dos terços que tavão acontecendo nas noites de maio na Capela.


Pastoral da saúde:  Visitamos 10 doentes em seus lares, prestamos serviços de limpezas na casa e auxiliamos nas compras fazendo para os enfermos.
Visitamos uma senhora que descobriu que esta com Câncer demos palavras de conforto e de esperança, falamos do amor do Pai por ela, partilhamos o evangelho de Mateus Cáp.: 8 24 - 27, e consagramos ela e sua família a Nossa Senhora.

Pastoral da esperança: Estávamos presente em cinco enterros e velórios no qual levamos palavras de Fé e de Esperança as Famílias.

Pastoral das multidões:  O Praesidium realizou um terço em Praça Pública na pracinha de Jardim Piedade onde rezamos o santo Terço, Louvor e Pregação, foram distribuídos 50 terços e folhetos de como reza-lo, com a presença de em media de 60 pessoas, encerrado com a benção do Padre Acácio.

Resultados obtidos
Legionário conseguiu acalmar um jovem que estava armado, com pensamentos de matar outro rapaz por causa de uma discussão, o mesmo agradeceu suas palavras e voltou atrás e desistiu.
Convidamos 03 pessoas participar da Missa onde os mesmo compareceram e vem participando da missa no Domingo.
Após o terço na praça pessoas se interessaram a procurar a igreja, pessoas evangélicas e não Católicas participaram do terço e gostaram dessa iniciativa.





Oração pela beatificação de Frank Duff


Deus Pai, Vós inspiraste ao vosso servo Frank Duff, um profundo discernimento do mistério de vossa Igreja, Corpo de Cristo, e do lugar de Maria, Mãe de Jesus, nesse mistério.
Em seu imenso desejo de compartilhar esse discernimento com outros e, com filial confiança em Maria, ele fundou uma Legião, para se um sinal do maternal Amor da Virgem pelo mundo e um meio de engajar todos os seus filhos no trabalho de evangelização da Igreja.
Nós vos agradecemos, Pai pelas graças a ele concedidas e pelos benefícios advindos 'a Igreja, por sua corajosa e radiante fé.
Agora, confiadamente, rogamos que, por sua intercessão, nos concedais a graça que agora vos suplicamos...
Humildemente vos pedimos, também que , se de acordo com Vossa Vontade, a santidade de sua vida possa ser reconhecida pela Igreja, o mais breve possível, para glória de Vosso Nome.
É o que Vos pedimos, por Cristo, Nosso Senhor, amém

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Terço em Praça Publica - Jardim Piedade



Veja as fotos Facebook:
http://www.facebook.com/media/set/?set=a.295963150512329.63322.277434882365156&type=3

segunda-feira, 1 de outubro de 2012




27 de Outubro de 2012 - Sábado. Às 19:00 hs
Local: Pracinha de Jardim Piedade (Rua São Sebastião - Proximo a Pamateus)

Tema: ''Na Brisa Suave do Espirito Santo Proclamemos o Reinado de Jesus em nossa Família.''

Pregação: Ir. Gilwson Carlos

Ralização: Praesidium Nossa Senhora Rainha dos Mártires - Legião de Maria.

Voce é nossa Convidado!

*Santo Terço Louvor Pregação*

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Fundador da "Legião de Maria"


Fundador da "Legião de Maria"
Em 07 de setembro de 1921

Frank Duff nasceu em Dublin - Irlanda, no dia 07 de junho de 1889. Foi o primogênito dos sete filhos que tiveram seus pais, John Duff e Susan Letitia Freehill. Freqüentou a Escola Belvedere, dos Jesuítas e depois o Colégio Blackrock, dos Padres do Espírito Santo, onde revelou-se ótimo estudante e desportista, atingindo altas notas em tod
os os cursos. Ele conquistou o cobiçado primeiro prêmio de língua gaélica, disputado em Blackrock.

Senso de disciplina, viva inteligência e humor calmo, marcaram Duff como um homem de futuro promissor. Após sua graduação, em 1907, assim como o pai, abraçou o serviço público. Embora absorvido pelo trabalho, praticava a Religião devotamente. Participava da Missa regularmente, visitava diariamente o Santíssimo Sacramento e rezava o Rosário. Aos 25 anos, sentiu forte desejo de compartilhar sua fé com os outros. Foi nessa ocasião que um colega de trabalho o apresentou à Sociedade São Vicente de Paulo, uma sociedade de católicos leigos fundada por Frederico Ozanam, em 1833, sendo composta por diversas unidades distintas, denominadas "Conferências". Ingressou na Conferência de Nossa Senhora do Monte Carmelo, onde iniciou visitando os habitantes dos cortiços de Dublin. Em menos de um ano, já era Secretário até assumir, quatro anos depois, a presidência da Conferência de São Patrício, em Mira House - Dublin.

O esforço agressivo e secular dos protestantes para arrebanhar os irlandeses, tornou-se infeliz na Dublin de Frank Duff. Aqueles militantes, estabeleceram centros de proselitismo nas favelas, onde forneciam refeição aos pobres, nas manhãs de domingo. Em troca de comida e bebida, deveriam participar do culto dos crentes.

Sob a liderança de Joe Gabett, Frank e algumas mulheres organizaram uma cozinha num estábulo abandonado, próximo daquele estabelecimento. Frank andava, para cima e para baixo em frente àquela instituição e induzia a fila de famintos, a ir à cantina de Gabett, onde poderiam fazer a refeição com paz e dignidade.

Como presidente da Conferência de São Patrício, em 1918, Frank realizava reuniões em Myra House, na Paróquia de São Nicolau de Myra. A casa funcionava como um centro social católico, no coração do bairro mais antigo de Dublin. As mulheres ajudavam os Vicentinos, servindo os cafés às crianças pobres nas manhãs de domingo. Mais tarde, as senhoras se juntaram a alguns Vicentinos, e o grupo se reunia nas tardes de domingo para oração e discussão de temas religiosos. A linha acolhida para pôr em prática a devoção à Nossa Senhora foi o “Pequeno Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”, de São Luís Maria Grignion de Montfort.

Sob o título de Associação de Nossa Senhora da Misericórdia, no dia 07 de setembro de 1921, foi lançada a semente da Legião de Maria. Padre Michael Toher, Vigário de São Nicolau, Frank Duff e quinze moças, reuniram-se em Myra House para definir as diretrizes do grupo e projetos futuros. Uma das moças cobriu a mesa com uma toalha branca, colocando sobre ela a imagem da Imaculada Conceição, com dois vasos de flores e duas velas acesas. Sob inspiração divina, Padre Toher falou brevemente. Cada participante aceitou a incumbência particular de visitas aos pacientes pobres do Hospital da União, que ficava próximo, exatamente como os Vicentinos já faziam aos pacientes masculinos. Prontificaram-se a reunirem-se na semana seguinte para relatarem os resultados. Nesse dia, elegeram a Sra. Elizabeth Kirwan, faxineira de um escritório em Dublin e a mais velha do grupo, como presidente da Associação de Nossa Senhora da Misericórdia. Foi este encontro que marcou a semente e o modelo de centenas de milhares, mesmo milhões de outras reuniões, realizadas em cada continente nas seis décadas seguintes.

Em novembro de 1925, a Associação de Nossa Senhora da Misericórdia tinha estabelecido cinco ou seis grupos em Dublin. Os líderes de cada equipe continuavam se reunindo em Myra House. As mulheres denominavam cada novo grupo com um título da Virgem Santíssima. “A inspiração do movimento era Nossa Senhora”, relembrava Frank Duff. “Então, enquanto cada grupo particular tinha um título da Mãe Santíssima, estávamos procurando um título geral que abrangesse o Movimento total”. Frank recordava que, na noite anterior ao encontro que determinou o novo título, ele estava trabalhando até tarde. “Era bem depois da meia-noite, e eu estava pensando em ir para a cama. Em meu gabinete, estava um belo quadro de Nossa Senhora. Fiquei em frente a ele, olhando-o, e em minha mente, veio a expressão: “Legião de Maria”. Quando a reunião começou, no dia seguinte, ele sugeriu a adoção daquele título. “Para minha consternação”, disse, “o grupo rejeitou”. Finalmente, os delegados, incapazes de encontrar título mais adequado, unanimemente aceitaram o “LEGIÃO DE MARIA” de Frank.

O Termo “Legião” abriu novos horizontes na mente do fundador. Grande admirador das Legiões militares romanas, desde o tempo do Colégio Brackrock, via a Legião de Maria como um exército destinado a estabelecer o Reino de Deus no mundo inteiro. O Exército de Maria usaria a “espada do Espírito”, a Palavra de Deus, para substituir as armas brutais dos soldados romanos.

“Os legionários esperam tornar-se merecedores de Sua excelsa Rainha”, lê-se no manual da Legião, composto, mais tarde, por Frank, “por sua lealdade, suas virtudes, sua coragem”. A Legião é organizada segundo o modelo de um exército, especialmente daquele da antiga Roma, cuja nomenclatura adotou (isto é, o sistema de nomes para descrever a estrutura organizacional da Legião). Pouco depois de a Legião ter iniciado, Frank falou ao pequeno grupo que o Movimento era destinado a cobrir o mundo. “Eles riram de mim”, lembrava-se.

Em 1927, a Legião abriu uma casa para os homens sem lar, na rua Brunswick e chamou-a “Estrela da Manhã”. Este novo trabalho começou a atrair mais homens para as fileiras legionárias. Em abril de 1928, Frank estabeleceu o primeiro Praesidium (célula grupo inicial) da Legião, no além mar, em Glasgow, na Escócia. Pouco depois se instalavam novos em Londres e em Paris. Em novembro de 1931, um grupo de mineiros se reuniam em Raton, Novo México, para iniciar a primeira fundação na América. No ano seguinte, os índios Cowychan do Canadá, fundaram o primeiro Praesidium em sua terra.

Em 1932, o clero e os leigos católicos de todo o mundo se reuniram em Dublin, a fim de participar do Congresso Eucarístico Internacional.

No período inicial, o movimento era visto com reservas até mesmo por setores do clero, e Frank Duff encontrou muitas resistências, apesar da constante expansão do Movimento mariano. Os superiores Jesuítas Irlandeses, desencorajaram seus padres a servirem de diretores espirituais da Legião. Apesar disso Frank nutria um profundo respeito pelos Inacianos, além de saber discernir os limites existentes entre o apostolado leigo e o clero. Os contratempos entre ele e a Igreja de Dublin era um fator que correspondia ao clima da época. A Ordem hierárquica de então, não favorecia muito as iniciativas leigas. Contudo, não tratava-se de um círculo eclesiástico fechado. Se o fosse, Frank não poderia ter feito nenhum progresso. Tanto é assim que, em 1947, já quinhentos e cinqüenta bispos, em todo o mundo, já tinham aceito a Legião em suas dioceses.

A Legião teve seus mártires. Na China, o Movimento espalhou-se como fogo em floresta, depois da Segunda Guerra Mundial. Somente em Shangai, mil Praesidia floresciam. Depois da invasão comunista, a Legião sofreu amarga perseguição. Os comunistas declararam que a estrutura da Legião era quase idêntica à estrutura deles. Os vermelhos declararam-na facista, reacionária, uma recrutadora de proprietários capitalistas, bêbados e prostitutas. Como não bastasse, o governo comunista considerou a Legião como agente do governo americano. Apesar da perseguição, a Legião contribuiu, de maneira considerável, para o fracasso da Associação Patriótica dos Católicos Chineses, ganhando adesão de muitos católicos romanos na China. A Legião pagou seu preço: Três mil Legionários foram condenados à morte.

Após dois anos do início das atividades do Concílio Vaticano II, o Papa Paulo VI convidou Frank Duff para participar como observador Leigo. “O grande ausente” chegou e tomou o seu lugar, naquele setembro de 1965, entre os delegados e observadores do Concílio Vaticano II. Ao notar a presença do “grande ausente”, o Cardeal Heenan, da Grã-Betanha, interrompeu seu discurso para comunicar aos dois mil e quinhentos patriarcas, cardeais, bispos, abades e superiores de ordens religiosas que Frank Duff, o gênio dirigente da Legião de Maria, se tornara finalmente um participante do Concílio. O Cardeal Leo Suenens, da Bélgica, relembrava que os delegados do Concílio cumprimentaram Duff “com uma calorosa e emocionante ovação. Foi um momento inesquecível”. Muitos haviam questionado porque Duff, líder de um dos maiores e mais efetivos movimentos leigos da Igreja, não fora convidado, junto com outros observadores leigos, em 1963. O modesto Duff, tranqüilamente sentado, aceitou a honra concedida, não para si, mas para centenas de apóstolos leigos que ele representava. O aplauso foi duramente conquistado – bem como cada êxito que havia experimentado.

Depois do Concílio Vaticano II, Frank reagiu vigorosamente às tentativas de alguns elementos da Igreja, que tentaram rebaixar o papel de Maria no esforço missionário. Muitos apontaram o Concílio Vaticano II como iniciador dessa tendência. “O Concílio Vaticano II elevou, para novas alturas, a relação de Maria na Igreja”, declara ele em “A Mulher no Gênesis”, uma série de ensaios escritos depois do Concílio. Citando o oitavo capítulo da Constituição da Igreja (Lumem Gentium) que explica integralmente o papel de Maria, ele escreveu: “Maria é inseparável da Igreja. Você não pode eliminá-La e, ao mesmo tempo, deixar a Igreja intacta. Cessaria de ser Igreja Católica”.

Em maio de 1978, o Papa João Paulo II convidou-o para uma visita pessoal ao Vaticano. Participando da Santa Missa do Pontífice, em seu apartamento, tomou café com ele depois. Ao partir, levava a certeza de que a Legião tinha o apoio, sem limites, do Santo Padre. Nesta época, a saúde de Frank Duff estava comprometida e declinava rapidamente.

Sozinho, na “Casa de Montfort”, passava seu tempo em estudo e orações, mas sempre mantendo contato com as instituições beneficentes, bem como os escritórios centrais da Legião, ali perto. No dia 07 de setembro de 1980, ele disse à legionária Nellie Jessup, que não iria almoçar na “Regina Coeli”, como de costume, mas estaria ali, para o chá das cinco. Não apareceu. A senhora Nellie foi à “Casa de Montfort” e encontrou o grande e valoroso lutador em sua cama, braços cruzados, olhos abertos, fixando a estátua do Sagrado Coração, na parede. Frank Duff, a quem muitos haviam descrito como “um dos grandes católicos do século XX”, tinha ido receber seu prêmio na Eternidade.

sábado, 1 de setembro de 2012

Visita a Doente

Visita realizada no mês de Dezembro de 2011 ao abrigo santa Luzia em Sotave, onde os irmãos Clebson e Lucas Ajudaram o irmão Daniel a fazer o natal das vovós.



terça-feira, 21 de agosto de 2012

Cessou a luta ó vítima do amor, chorosa Mãe do Mãrtir do Calvário... Enxuga o pranto infindo no amargor, pois, é mudado o tétrico cenário!

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

CORAGEM LEGIONÁRIA

3. CORAGEM LEGIONÁRIA

Toda profissão requer de seus membros uma coragem especial e considera como
indignos os que não a possuem. A coragem característica exigida pela Legião é a coragem
moral. Quase todo o trabalho legionário se resume no trato com as pessoas para as
aproximar de Deus. Este trabalho proporciona, por vezes, mágoas ou incompreensões, que
se manifestam em efeitos menos mortíferos que os das armas de guerra, mas enfrentados –
como a experiência o prova – com menos valor. De milhares que desafiaram com bravura
uma chuva de balas, dificilmente encontraremos um que não estremeça diante da simples
possibilidade de uma zombaria, de palavras rudes, de uma crítica grosseira, de um sorriso de
caçoada ou do receio de que julguem que está a pregar ou a exagerar santidade.


“Que vão pensar de mim? Que dirão?” – tal é a reflexão que causa calafrios em
muitas pessoas que deviam alegrar-se, como os Apóstolos, de serem achadas dignas de
sofrer insultos pelo nome de Jesus Cristo (At 5,  41)


Se não se reage contra esta timidez, vulgarmente chamada respeito humano, o
trabalho de apostolado a favor do próximo reduz-se a uma bagatela. Olhemos ao redor e
vejamos os estragos que ela produz. Os fiéis vivem em toda parte no meio de numerosos
pagãos ou de não-católicos ou de católicos não praticantes. Cinco por cento destes se
converteriam, se alguém tivesse a coragem de lhes apresentar, individualmente, a doutrina
da Igreja. Estes cinco por cento seriam uma brecha que facilitaria a conversão em grande
escala. Mas ninguém dá um passo sério neste sentido. Os católicos bem desejariam fazer
alguma coisa, mas o veneno mortal do respeito humano paralisa-lhes as forças. Apresentese com os rótulos de “prudência elementar”, “respeito pelas opiniões alheias”, “empresa
inútil”, “esperemos ordens”, ou outras semelhantes, o efeito é sempre o mesmo: paralisa a
ação.


Conta-se, na vida de S. Gregório que, estando para morrer, perguntou aos que o
rodeavam quantos infiéis havia na cidade. “Só dezessete”, responderam sem vacilar. O
Bispo moribundo, depois de refletir um instante, declarou: “Foi exatamente o número de
fiéis que encontrei aqui, quando fui sagrado Bispo”. Achou dezessete crentes e deixou
dezessete descrentes. Que prodígio! Pois bem, a graça de Deus não se esgotou com o passar
dos séculos. Hoje, como outrora, a fé e a coragem podem conseguir êxitos idênticos. O que
falta aos católicos não é precisamente a Fé, mas a coragem.
Convicta disso, a Legião travará luta sem quartel contra a maligna influência do respeito
humano em seus membros. Primeiro, opondo-lhe uma saudável disciplina; segundo,
ensinando os legionários a considerarem o respeito humano como um soldado considera a
covardia, e a atuarem com a convicção de que o amor, a lealdade e a disciplina pouco
valem, se não levam ao sacrifício e à coragem.


Um legionário sem coragem! Que diremos dele senão as palavras de São Bernardo:
“Que vergonha ser um membro delicado sob uma cabeça coroada de espinhos!”


“Se lutais só quando vos sentis dispostos para o combate, que merecimento
podereis ter? Que importa que não tenhais coragem, se vos comportardes como se a
tivésseis? Se sentis preguiça para apanhar um fio do chão e, todavia, o apanhais por amor
de Jesus, tendes mais merecimento do que se fizésseis uma ação mais nobre num impulso
de fervor. Em lugar de vos entristecerdes, alegrai-vos, porque Nosso Senhor, deixando-vos
sentir a vossa própria fraqueza, vos oferece ocasião para salvardes maior número de
almas.” (Santa Teresa de Lisieux)

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Cresce o número de evangélico no Brasil.

Cresce o número de evangélico no Brasil.

Estampa o noticiário, mas...

Era preferível quando os autodenonimados "crente"s eram em número bem menor, mas davam um testemunho de firmeza de fé, apesar de suas heresias. Eles eram sinceros nos seu propósitos, ainda que fossem juizes e acusadores dos salvos e condenados. Todavia eles tinham dignidade e se esforçavam para serem apartados do mundo. Os seus líderes não costumavam usar o nome de Jesus para se tornarem ricos e poderosos ou políticos influentes corruptos.

Antigamente, uma senhora como a cantora Gretchen ou uma apresentadora Monique Evans não seriam aceitas na comunidade eclesial, senão se se portassem de uma maneira adequada, com um padrão moral rígido, por exemplo, no pudor das vestes. Eu admirava o esforço deles, embora não aceitasse, como ainda hoje, algumas de suas doutrinas que entendia equivocadas.

Hoje cresce um tipo de "evangélico" com comportamento de pagão impenitente, com as honrosas ressalvas. Justo isso que neles fazia impor o diferencial do "profano". Hoje muitos líderes deles não têm qualquer compromisso com um propósito sério. Apregoam a "teologia" da prosperidade: uma idolatria a Mamom e à vida luxuosa dos ministros que sugam dos crentes, sem piedade, até eles darem o seu "tudo", em flagrante desrespeito ao ensino de Jesus Cristo que era desapegado aos tesouros materiais e ensinava preteri-los em favor dos tesouros espirituais.

Pastores, "bispos", "apóstolos" ( essas duas modalidades sem sucessão apostólica) manipulam o nome de Jesus, tratando-o como um Gênio da lâmpada de Aladim que tem de cumprir com o desejo do crente que determina com "autoridade". É a abjeta CONFISSÃO POSITIVA, heresia que também veio do hemisfério norte e que caiu ao gosto dos pastores da prosperidade e dos banais "milagres" diários.

Destarte, crescem o ateísmo, o agnosticismo, o espiritismo e a indiferença com a fé cristã, pois muitos começam a imaginar que a doutrina crisitã é essa porcalhada que enriquece pastores e bestifica fiéis. A culpa também é dos católicos que não fazem o trabalho direito e dão espaço aos mercadores da fé para joeirarem livremente nas searas mal cuidadas.

Embora eu seja membro da Igreja que veio dos Apóstolos, tendo naturalmente minhas reservas ao protestantismo, faço as minhas homenagens àqueles que se denominavam crentes e que tinham sinceridade no anúncio do Evangelho e que hoje, como minoria, resistem a essa tergiversação "evangélica". É esse aumento de "evangélico" que tem animado a muitos? Esse fermento podre vai azedar logo, logo e a massa vai explodir! 

Prostestantes históricos protestem contra esta usurpação!


Fontes: comunidade: Católicos q defendem a Igreja, Cresce o número de evangélico no Brasil.  por Roberto Cavalcante

sábado, 16 de junho de 2012

São Francisco Régis

São Francisco Régis

16 de Junho


São Francisco Régis


O santo de hoje nasceu no ano de 1597 numa aldeia francesa. Muito cedo
recebeu a graça de ser despertado para o chamado a santidade. Quando 
Francisco foi estudar no colégio dos Jesuítas, formou um grupo de 
rapazes dispostos a viverem o Evangelho.


Ao entrar para a Companhia de Jesus, que fazia um lindo trabalho 
missionário, conseguiu ele ser exemplar em todas as etapas de sua 
formação que desembocou no exercício do ministério sacerdotal. Como 
padre priorizou a assistência aos doentes atingidos por uma peste 
crescente e desejou evangelizar as terras da América, Índia – coisa que 
não aconteceu – já que foi enviado para uma região desassistida da 
França. 


Francisco Régis buscava evangelizar as aldeias durante o inverno e, no 
verão as cidades, nestes lugares colocava todo o seu zelo nos púlpitos, 
confessionários e nos atendimentos aos doentes. Aconteceu que, impelido 
pelo Espírito da Caridade, fez inúmeras obras sociais visando as 
crianças abandonadas e os jovens, isto perdurou até completar 45 anos, 
quando pôde dizer: "Que felicidade poder morrer, pois vejo Jesus e Maria vindo ao meu encontro para me conduzir à terra dos eleitos". 


São Francisco Régis, rogai por nós!

quinta-feira, 14 de junho de 2012

coração de jesus.

ORAÇÃO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS E MARIA.

Ofereço-Vos, ó meu DEUS, em união com o Santíssimo Coração de Jesus e por meio do Coração Imaculado de Maria; as Orações e os trabalhos, as alegrias, incomodidades, descanso e os sofrimentos desta vida, neste dia; em reparação das nossas ofensas e por todas as intenções, pelas quais o mesmo Divino Coração está continuamente intercedendo e sacrificando-se por nós em nossos altares. Vo-lo ofereço, de modo particular pelas intenções da Vossa e nossa Santa Madre Igreja Católica Apostólica Romana. Amém.

que a alegria deste coração e a doçura do coração de maria desça sobre nós!

Sagrado Coração de Jesus, tende piedade de nós.
Imaculado Coração de Maria, Rogai por nós.

Bem-aventurada Albertina Berkenbrock

Bem-aventurada Albertina Berkenbrock

15 de Junho


Bem-aventurada Albertina Berkenbrock


A primeira mártir brasileira nasceu em Santa Catarina em 11 de abril de 1919.
Desde cedo despontava na vida de oração, no amor à família e ao próximo.
Se unia ao crucificado por meio de penitências. Jovem, mas centrada no 
mistério da Eucaristia, tinha vida sacramental, penitencial e de oração.


Albertina cuidava do rebanho de seu pai que deu a seguinte ordem: ela 
devia procurar um boi que se extraviou. No caminho, encontrou um homem 
de apelido 'Maneco Palhoça', que trabalhava para a família. Ela 
perguntou a ele se sabia onde estaria o boi perdido. Ele indicou um 
lugar distante, e a surpreendeu lá, tentando estuprá-la, porém, não teve
o êxito.


A jovem resistiu, pois não queria pecar. Por não conseguir nada, ele 
pegou-a pelo cabelo, jogou-a ao chão e cortou seu pescoço, matando-a 
imediatamente.

Maneco acusou outra pessoa, que foi presa imediatamente. Ele fingia que 
velava a menina, e ao se aproximar do corpo, o corte vertia sangue. Ele 
fugiu, mas foi preso e confessou o crime. Maneco deixou claro que ela 
não cedeu porque não queria pecar.

Tudo isso aconteceu em 15 de junho de 1931. Por causa da castidade, Albertina não cedeu.

Bem-aventurada Albertina Berkenbrock, rogai por nós!

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Santo Antônio

Santo Antônio

13 de Junho


Neste dia, celebramos a memória do popular santo – doutor da 
Igreja – que nasceu em Lisboa, em 1195, e morreu nas vizinhanças da 
cidade de Pádua, na Itália, em 1231, por isso é conhecido como Santo 
Antônio de Lisboa ou de Pádua. O nome de batismo dele era Fernando de 
Bulhões y Taveira de Azevedo. 


Ainda jovem pertenceu à Ordem dos Cônegos Regulares, tanto que pôde 
estudar Filosofia e Teologia, em Coimbra, até ser ordenado sacerdote. 
Não encontrou dificuldade nos estudos, porque era de inteligência e 
memória formidáveis, acompanhadas por grande zelo apostólico e 
santidade. Aconteceu que em Portugal, onde estava, Antônio conheceu a 
família dos Franciscanos, que não só o encantou pelo testemunho dos 
mártires em Marrocos, como também o arrastou para a vida itinerante na 
santa pobreza, uma vez que também queria testemunhar Jesus com todas as 
forças. 



Ao ir para Marrocos, Antônio ficou tão doente que teve de voltar, 
mas providencialmente foi ao encontro do "Pobre de Assis", o qual lhe 
autorizou a ensinar aos frades as ciências que não atrapalhassem os 
irmãos de viverem o Santo Evangelho. Neste sentido, Santo Antônio não 
fez muito, pois seu maior destaque foi na vivência e pregação do 
Evangelho, o que era confirmado por muitos milagres, além de auxiliar no
combate à Seita dos Cátaros e Albigenses, os quais isoladamente viviam 
uma falsa doutrina e pobreza. Santo Antônio serviu sua família 
franciscana através da ocupação de altos cargos de serviço na Ordem, 
isto até morrer com 36 anos para esta vida e entrar para a Vida Eterna. 


Santo Antônio, rogai por nós!

terça-feira, 5 de junho de 2012

São Bonifácio

São Bonifácio

5 de Junho


São Bonifácio



Com alegria, celebramos vida de total entrega a Deus, deste santo 
que se tornou o "Apóstolo da Alemanha". São Bonifácio nasceu em 675 e 
recebeu o nome de batismo de Winfrido e com o passar da vida, no 
seguimento ao Divino Mestre, tornou-se monge beneditino. 


O coração de Bonifácio era sereno como o dos seus irmãos monges, 
porém, inquieto por causa do seu ardor missionário, sendo assim ao se 
apresentar ao Papa recebeu sua investidura de missionário, fato que 
mudou sua vida e seu nome de Winfrido para Bonifácio, em memória de um 
grande mártir. Ordenado Bispo, São Bonifácio soube proporcionar elo do 
Cristianismo nascente na Alemanha com Roma, assim como bem evangelizou 
os quatro cantos de sua região, através de muitos mosteiros e dioceses 
que nasceram por sua causa.


Docilidade e firmeza, timidez e coragem, oração e ação estavam 
presentes em sua pessoa e em seu fecundo apostolado, que não se resumiu 
na Alemanha, pois ao estabelecer sede episcopal, deixou tudo nas mãos de
outro Bispo e foi evangelizar o Norte da Europa. Aconteceu que ao ir 
para Dokkin a convite para celebrar o Crisma, São Bonifácio e outros 
cristãos foram atacados e mortos por pagãos, isso em 754. 



São Bonifácio, rogai por nós!

domingo, 3 de junho de 2012

03 de Junho dia dos legionários.

Sabe que dia é hoje? Não!

  Hoje é dia dos legionários, legionário é todo membro que participa ativamente ou como auxiliar nas tarefas de um praesidium da legião de maria, a legião por sua vez dedica sempre o primeiro domingo do mês de junho do ano corrente ao seus membros, para que eles tenham saibam da importância deles nas fileiras da legião, assim como o corpo mistico de jesus precisou dos cuidados de maria, de tal forma a nossa legião precisa de cada legionário que zela pelos irmãos, pela ordem da igreja e especialmente pela salvação individual e coletiva cada ser humano, a legião tem como base principal a santificação são, por meio de maria buscando jesus  e a salvação  nossa, cada legionário busca na oração as forças para o trabalho, ser legionário é esplendorosamente viver em comunhão com jesus cristo no seu próximo, amar sem reservas, é viver no seu cotidiano proclamando o amor de deus para com seus filhos, ser legionário estar sempre a serviço do rei, para assim edificar o reinado de jesus.

  Sob o título de Associação de Nossa  Senhora da Misericórdia, no dia 07 de setembro de 1921,   foi  lançada a semente da Legião de Maria. dai em diante começou a expansão legionária, a legião foi fundada por Frank Duff na Irlanda, ele após ler varias vezes o tratado de a verdadeira devoção a santíssima virgem fundou esse bem precioso que é a legião de maria.

  Como dia santa Terezinha do menino Jesus: Passarei meu céu fazendo o bem na terra, assim é a vivencia dos legionários, fazer o bem sem olhar a quem, fazendo do seu céu a terra, vivendo contrito com Jesus que é seu mestre e pastor, nessa ligação unido ao céu, o legionária ta totalmente ligado a nossa senhora, como filho, coisa, escravo e propriedade da mesma, para que por ela cada vez mais Jesus seja exaltado, todos legionários tem esse amor para com nossa senhora, ele que foi o primeiro ostensório, onde os reis magos adoraram a Jesus em seu ventre, os legionários de tal forma adoram Jesus em Maria...

  Que neste dia especial para cada legionário, possamos ver a nossa importância pra jesus e maria, somos os lírios nos campos de Jesus, o enfeite que adorna a rainha, meu irmão legionário você é muito especial pro doce coração de Maria e o coração sacerdotal de Jesus.
Irmão Clebson Oliveira
Salve Maria!
03/06/2012

sábado, 2 de junho de 2012

Agenda do Praesidium

Mês de Junho

  • 03/06/2012 - Dia dos Legionários - Romaria pra Palmares.
  • 07/06/2012 - Corpus Christi - Adoração ao santíssimo - na capela de nossa Sª da conceição (Dom Elder) das 09:00 às 19:30
  • 13/06/2012 - Santo Antonio - festejos em Barra de Jangada.
  • 20/ 06/2012 - Pré-curia às 09:00 hs.
  • 24/ 06/2012 - São João batista - natividade.
  • 29/ 06/2012 - São Pedro e São Paulo  -padroeiros da legião.
  • 30/ 06/2012 - São Pedro Legionário - entro junino em dom Élder, com forro, arrasta pé comidas tipicas e muito mais...

terça-feira, 22 de maio de 2012

cenáculo com maria

O que é Pentecostes
 
Leia os outros artigos
 Era para os judeus uma festa de grande alegria, pois era a festa das colheitas. Ação de graças pela colheita do trigo. Vinha gente de toda a parte: judeus saudosos que voltavam a Jerusalém, trazendo também pagãos amigos e prosélitos. Eram oferecidas as primícias das colheitas no templo. Era também chamada festa das sete semanas por ser celebrada sete semanas depois da festa da páscoa, no qüinquagésimo dia. Daí o nome Pentecostes, que significa "qüinquagésimo dia". 


No primeiro pentecostes, depois da morte de Jesus, cinqüenta dias depois da páscoa, o Espírito Santo desceu sobre a comunidade cristã de Jerusalém na forma de línguas de fogo; todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas (At 2,1-4). As primícias da colheita aconteceram naquele dia, pois foram muitos os que se converteram e foram recolhidos para o Reino.

Quem é o Espírito Santo? 

O prometido por Jesus: "...ordenou-lhes que não se afastassem de Jerusalém, mas que esperassem a realização da promessa do Pai a qual, disse Ele, ouvistes da minha boca: João batizou com água; vós, porém, sereis batizados com o Espírito Santo dentro de poucos dias" (At 1,4-5).

Espírito que procede do Pai e do Filho: "quando vier o Paráclito, que vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade que vem do Pai, ele dará testemunho de mim e vós também dareis testemunho..." (Jo 15 26-27). O Espírito Santo é Deus com o Pai e com o Filho. Sua presença traz consigo o Filho e o Pai. Por Ele somos filhos no Filho e estamos em comunhão com o Pai.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Campanha Peregrina.

Campanha Peregrina da imagem de Nossa Senhora das Graças.
Maio Mês de Maria.
De 1 à 31 de Maio de 2012
O nosso praesidium esta realizando terços em família em nossa comunidade,
levando uma palavra de amor a todas as famílias.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

A ILHA DOS SENTIMENTOS...

Era uma vez uma Ilha onde moravam todos os sentimentos: a Alegria, a Tristeza, a Vaidade, a Sabedoria o Amor e outros...Um dia avisaram aos moradores da Ilha que ela seria inundada! Apavorado, o Amor cuidou para que todos os sentimentos se salvassem. Ele disse: fujam!!! A Ilha vai se inundada! Todos correram e pegaram os barquinhos para irem até um morro bem alto. Só o amor não se apressou...amava a Ilha e queria ficar um pouco mais...Quando já estava se afogando, correu pra pedir ajuda...Vinha vindo a riqueza e ele disse: Riqueza me leva com você? – Não posso, meu barco está cheio de prata e ouro...você não cabe aqui...Passou a Vaidade e o Amor pediu: Vaidade, me leva com você? – Não posso, você vai sujar meu barco novo...Daí, passou a Tristeza e mais uma vez o Amor pediu: Me leva com você? – Ah! Amor! Eu estou tão triste que prefiro ir sozinha...Passou a Alegria, mas ela estava tão alegre que nem viu o Amor...! Já desesperado e achando que iria ficar só, o amor começou a chorar...
Daí, passou um velhinho e, olhando, falou: Sobe Amor...eu te levo! O Amor ficou tão feliz que esqueceu de perguntar o nome do velhinho!!!Por fim, chegando no morro alto, o amor encontrou a Sabedoria e perguntou-lhe: Quem era aquele velhinho que me trouxe até aqui? – O Tempo! Respondeu a Sabedoria.-O Tempo? Mas por que só o tempo me trouxe até aqui? A Sabedoria respondeu: Só o Tempo é capaz de reconhecer um grande Amor...! 

domingo, 29 de abril de 2012

Sede jesus o meu pastor, me conduz sobre os pastos verdejantes, se eu me desviar dos caminhos atentamente volta pra resgatar-me, quando os logos quiserem me atacar, tentando me devorar, afastai-os de perto de mim, sede ó pastor meu firme aparo, ó bom pastor ouve minha prece.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Romaria Legionária

Foi promovida na manhã do domingo dia 21 de abril de 2012  pelo senatus de recife, um grande romaria arquidiocesana ao morro da Conceição, onde encontrava-se vários praesidia, e diversos conselhos da legião; momentos de fé e devoção a maria nossa rainha e senhora, com orações e preces, louvor e muita alegria foi realizada essa romaria, sem dispensa as orações da Tessera.

Enquanto subíamos as estritas ladeiras do morro, rumo ao santuário da imaculada,
via-me uma musica ao pensamento, uma musica de bastante fé na virgem Maria,
que diz assim:

Em procissão em romaria romeiro
Ruma para a casa de maria.
Em procissão feliz da vida romeiro
Vai buscar a paz de aparecida.

E cada qual tem uma história pra contar, e o coração de cada qual tem um motivo pra rezar.
Vem pra pedir agradecer ou celebrar, ai quem tem fé no infinito sabe aonde quer chegar.

Eu vim de carro, eu vim de trem, eu vim a pé, eu vim de perto, eu vim de longe, eu vim sereno eu vim com fé, que nem se eu fosse até o lar de nazaré, pra conversar com jesus cristo, e com maria e com josé.
Vim ver a imagem que no rio foi achada e sei também sei muito bem que ela não é nossa senhora. não vim falar com a imagem não senhor, eu vim falar e com maria, que é a mãe do salvador!
Tenho certeza que eu não faço idolatria, aquela imagem pequenina nunca foi nem é maria!
É só sinal pr'eu me lembrar da mãe de deus, que me conduz a jesus cristo que me ensina a ser mais eu!

Eu vim juntar à minha pobre oração à oração da minha igreja e de outros milhares, meus irmãos. aparecida é um convite pra rezar, por isso eu venho todo ano e para o ano eu vou voltar.
Eu tô chegando, eu tô feliz, feliz da vida, vou rezar com minha gente lá no altar de aparecida. e romaria agente faz porque acredita que a viagem vale a pena e faz a vida mais bendita...!






A alegria faz parte da vivencia legionária.

Subindo as ladeiras do morro.

Nossa legião ta sobre o olhar de Maria!
Ao chega na igreja houve a santa missa.

alimente os peixe

capela são sebastião jardim piedade

capela são sebastião jardim piedade
programação semanal: segunda: grupo de oração às 19:30 hs vitas as famílias pelo terço dos homens/ terça: adoração ao santíssimo às 19:30 hs/ quarta: santa missa às 19:00 hs terço dos homens às 20:45 hs/ quinta: legião de maria às 19:30 hs vicentino adulto às 19:30 hs/ sexta: vicentinos mirim às 19:30 hs 1 sexta do mês reunião do apostolado da oração às 19:00 hs/ sábado: celebração eu eucarística às 19:00 hs ultimo sábado do mês reunião de escala dos coroinhas às 15:00 hs.